segunda-feira, 12 de junho de 2017

JBS: NA VÉSPERA DE VAZAMENTO, VENDEU R$ 10 MILHÕES EM AÇÕES

Os controladores da JBS venderam R$ 9,9 milhões em ações um dia antes do vazamento da delação premiada dos irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da empresa. Segundo formulário da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), foram vendidas 984.900 ações ordinárias (com voto) da companhia em 16 de maio ao preço de R$ 10,11. Em 17 de maio, o colunista do GLOBO Lauro Jardim revelou detalhes da delação. No dia seguinte, os papéis fecharam em queda de quase 10% na Bolsa.
Os controladores da JBS são a FB Participações e o Banco Original, que pertencem à família Batista. A venda de ações do dia 16 foi a primeira do mês feita pelos controladores, seguida por outras nos dias seguintes. No total, foram seis operações de venda, totalizando R$ 55,5 milhões.
— Isso (a venda de ações na véspera do vazamento da delação) pode ser um indício de que eles tinham informação privilegiada sobre a delação — avalia Norma Parente, ex-diretora da CVM e professora da PUC-Rio.